Resultados da TomTom destacam fraqueza no mercado automotivo

terça-feira, 21 de julho de 2015 08:59 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters) - A empresa holandesa de navegação TomTom, que tem como objetivo reinventar-se como fornecedora de mapas de alta definição para veículos autônomos, divulgou resultados trimestrais que frisaram quão longe ela ainda precisa ir para competir com a principal rival HERE, da Nokia.

Com a expectativa de que a Nokia venda a HERE para um consórcio de montadoras alemãs, especialistas da indústria veem a TomTom como uma fornecedora alternativa de dados de mapas para aplicações automotivas para outras fabricantes de carros, ou mesmo como um potencial alvo de aquisição.

A TomTom registrou queda no lucro líquido no segundo trimestre, que apesar disso superou as expectativas de analistas. No entanto, os números de receita mostraram que a companhia continua sendo pequena no mercado automotivo -- cerca de um décimo do tamanho da HERE, que tem a maioria das 25 maiores montadoras do mundo como clientes.

A receita trimestral da TomTom subiu 5 por cento para 264,6 milhões de euros, ultrapassando as estimativas de analistas que variavam entre 241 milhões e 253 milhões de euros.

A companhia gerou apenas 26 milhões de euros em receita com automóveis no segundo trimestre, ante 261 milhões de euros da HERE com vendas automotivas no primeiro trimestre, o último período para o qual a empresa divulgou resultados.

O lucro líquido da companhia caiu 71 por cento para 2,5 milhões de euros, ficando acima da expectativa média entre analistas de prejuízo líquido de 530 mil euros, segundo pesquisa da Thomson Reuters.

(Por Thomas Escritt)