Taxistas de Toronto movem ação para suspender Uber e buscam mais de US$300 mi em danos

quinta-feira, 23 de julho de 2015 17:40 BRT
 

TORONTO (Reuters) - Taxistas de Toronto estão iniciando uma ação judicial coletiva contra o serviço de transporte urbano Uber, buscando mais de 400 milhões de dólares canadenses (307,3 milhões de dólares norte-americanos) em danos e uma proibição da operação do aplicativo na província de Ontário.

A empresa de advocacia Sutts, Strosberg LLP, que está representando os taxistas, disse em comunicado nesta quinta-feira que o requerente nomeado, o taxista Dominik Konjevic, alega que "o Uber X e o Uber XL criaram um enorme mercado para o transporte ilegal em Toronto".

No início do mês, um tribunal de Ontário rejeitou o pedido da cidade de Toronto para suspender as atividades do Uber na maior cidade do Canadá, dizendo que não há evidências de que a companhia opere como uma companhia de táxis.

(Por Alastair Sharp)