Polícia chinesa desmonta esquema de falsificação de iPhone

segunda-feira, 27 de julho de 2015 08:27 BRT
 

Por Gerry Shih

PEQUIM (Reuters) - A polícia de Pequim fechou uma fábrica que produziu mais de 41 mil iPhones falsos, avaliados em até 19 milhões de dólares, incluindo alguns que chegaram aos Estados Unidos, e prendeu nove suspeitos em uma operação de combate à pirataria.

A Apple é uma das marcas mais populares na China, onde as autoridades aumentaram os esforços nos últimos anos para desfazer a reputação do país de produzir produtos falsificados.

Autoridades tomaram medidas mais duras para impor direitos de propriedade intelectual, pressionando as empresas a aplicarem por marcas registradas e patentes e reprimindo falsificações.

A polícia prendeu nove pessoas, incluindo um casal que comandava a operação, após uma busca em maio na fábrica, que funcionava sob o disfarce de uma loja de manutenção de aparelhos eletrônicos na periferia norte da capital chinesa.

Os detalhes foram divulgados em uma publicação nas redes sociais no domingo pela Secretaria de Segurança Pública em Pequim.

A polícia apreendeu 1.400 aparelhos e grandes quantidades de acessórios durante a operação em 14 de maio. Nos Estados Unidos, os novos aparelhos da Apple podem chegar a custar 649 dólares ou mais, dependendo do modelo.