Parte de rede de e-mail do Pentágono é desligada após atividade suspeita

terça-feira, 28 de julho de 2015 20:16 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Uma rede não sigilosa de e-mail usada pelo chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos Estados Unidos, general Martin Dempsey, e outros militares foi tirada do ar por causa de atividades suspeitas, afirmou uma porta-voz do Pentágono nesta terça-feira.

A tenente-coronel do Exército Valerie Henderson disse que a rede de e-mail não sigilosa para todos os usuários no Estado-Maior foi tirada do ar pelo Departamento de Defesa por causa de atividade suspeita notada no fim de semana e que "atualmente está fora".

"Continuamos a identificar e mitigar os riscos de segurança cibernética através de nossas redes", declarou Henderson. "Com esses objetivos em mente, nós desligamos a rede do Estado-Maior e continuamos investigando."

Henderson não especificou a natureza da atividade suspeita na rede. Ela disse que a rede foi tirada do ar pelo departamento, não pela atividade ou qualquer outra parte externa.

(Reportagem de Sandra Maler e David Alexander)