Empresa de software norueguesa Opera diz que considera ser vendida

segunda-feira, 10 de agosto de 2015 11:36 BRT
 

OSLO (Reuters) - A empresa de propaganda e navegação online Opera Software está considerando a venda da companhia após ficar abaixo das projeções de receita do segundo trimestre e cortar suas expectativa anuais, disse o Conselho da companhia norueguesa no sábado.

A procura por um comprador, ou outras formas de parceria, vem "em resposta ao interesse estratégico na companhia por algumas empresas", e será assessorada pelos bancos Morgan Stanley e ABG Sundal Collier, segundo o comunicado.

Em um anúncio separado, a Opera disse preliminarmente que os números mostraram que a receita cresceu 45 por cento em comparação com o mesmo período do ano passado, a 146 milhões de dólares, abaixo de todas as estimativas da pesquisa da Reuters realizada com sete analistas, que mostrava uma previsão de 51 por cento de crescimento.

A companhia esperava lucro ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de 29 milhões de dólares, enquanto analistas em média esperavam lucro de 30,6 milhões.

Agora a empresa espera receita anual de aproximadamente 600 milhões a 618 milhões de dólares, abaixo da previsão anterior de 630 milhões a 650 milhões de dólares. Analistas na pesquisa da Reuters previam receita de 642 milhões, acima dos 481 milhões em 2014.

No sábado, a Opera anunciou a aquisição do Bemobi, serviço latino-americano por assinatura para aplicativos móveis e jogos, por 139,5 milhões de dólares, dos quais 29,5 milhões foram pagos em dinheiro e o restante será vinculado ao desempenho financeiro futuro da Bemobi.

(Por Terje Solsvik)