CEO da Ryanair quer ofuscar Skyscanner e Booking.com com novo website

terça-feira, 11 de agosto de 2015 13:34 BRT
 

DUBLIN (Reuters) - A Ryanair quer enfrentar as companhias online de viagens com um novo website que oferecerá aos seus 100 milhões de passageiros anuais a comparação de preços de voos, quartos baratos em hotéis e descontos em restaurantes em função da localização, disse o presidente-executivo da empresa, Michael O'Leary.

A reformulação do site Ryanair.com, sendo desenvolvida por cerca de 200 funcionários de TI contratados nos últimos 18 meses, é em parte uma estratégia defensiva para evitar que se torne dependente de sites como Skyscanner.com e Google Flights para as vendas de passagens.

Os planos da Ryanair divergem dos planos da Lufthansa, que também busca direcionar mais clientes para seu próprio site porém através da introdução de uma taxa para reservas feitas usando os sistemas de distribuição global como Amadeus, Sabre e Travelport.

"Queremos nos tornar a Amazon.com das viagens na Europa, com muitos mais serviços adicionais: comparação de preços, hotéis com preços baixos, descontos em entradas para futebol, para shows", disse O'Leary à Reuters.

(Por Conor Humphries e Padraic Halpin)