EUA prendem CEO e funcionários de maior serviço online de garotos de programa

terça-feira, 25 de agosto de 2015 16:34 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Autoridades norte-americanas anunciaram nesta terça-feira a prisão do presidente-executivo e seis funcionários da Rentboy.com, que os procuradores descreveram como o maior serviço online de garotos de programa.

O presidente do Rentboy.com, Jeffrey Hurant, e os funcionários foram acusados em uma queixa criminal apresentada em um tribunal federal no Brooklyn, em Nova York, por conspiração para violar o Travel Act promovendo a prostituição.

Os réus, todos moradores de Nova York, foram presos nesta terça-feira e devem ser apresentados ao tribunal. Seus advogados não foram imediatamente identificados.

Autoidentificado como "o maior destino do mundo para conhecer o acompanhante masculino perfeito ou massagista", o RentBoy.com afirmou em seu site que operava desde 1996 e tinha uma base de dados de mais 10.500 homens, em 2.100 cidades ao redor do mundo.

Os promotores disseram que apesar de o Rentboy.com informar que seus milhares de anúncios pagos eram para acompanhantes e não para serviços sexuais, o site tinha como intenção primária promover a prostituição ilegal.

"Conforme alegado, o Rentboy.com tentou apresentar um verniz de legalidade quando, na verdade, esse bordel online obteve milhões de dólares com a promoção da prostituição ilegal", disse a procuradora do Brooklyn, Kelly Currie, em comunicado.

(Por Nate Raymond)