IDC espera queda mundial de 8,7% na venda de PCS este ano

quarta-feira, 26 de agosto de 2015 14:13 BRT
 

(Reuters) - A consultoria International Data Corp (IDC) previu um tombo ainda maior na venda de PCs em 2015, com base num grande estoque de notebooks e no impacto da valorização do dólar. A empresa informou ainda que a demanda não deve se estabilizar até 2017.

A IDC espera que as vendas caiam 8,7 por cento neste ano, comparado com a previsão anterior de queda de 6,2 por cento.

A venda de PCs deve voltar a crescer somente em 2017, guiada pelo mercado comercial, com as vendas para o consumo em contínuo declínio até o fim de 2019, afirmou a companhia.

A IDC disse ainda que espera que o segundo trimestre tenha sido um período de transição, com vendedores se preparando para a chegada de sistemas Windows 10 no segundo semestre.

A IDC disse que a recuperação deve ser ajudada pela perspectiva do próximo ciclo de atualização.

A empresa previu que a venda de PCs crescerá marginalmente em 2019, a 282,1 milhões de unidades, das 281,6 milhões em 2015. Porém, a expansão deve ser puxada por PCs portáteis, como mimi notebooks, enquanto desktops continuarão a vender menos.

(Por Kshitiz Goliya em Bangalore)