Presidente da controladora do site Ashley Madison pede demissão após ataque hacker

sexta-feira, 28 de agosto de 2015 13:58 BRT
 

TORONTO (Reuters) - Noel Biderman, o presidente-executivo da Avid Life, controladora do site de infidelidade conjugal Asheley Madison, deixou a empresa, semanas depois que hackers lançaram um ataque que distribuiu dados sensíveis de milhões dos clientes da página.

A Avid Life informou nesta sexta-feira a renúncia de Biderman, afirmando que saída do executivo foi em "acordo mútuo" e que a administração atual da empresa vai assumir até que um novo presidente-executivo seja indicado.

A companhia canadense foi atingida pela divulgação de dados dos usuários do Ashley Madison em 18 de agosto. Os dados continham endereços de email de autoridades norte-americanas, servidos públicos britânicos e funcionários de corporadores europeias e norte-americanas.

Autoridades policiais que investigam o ataque afirmaram que a invasão já causou duas tentativas de extorsão e pelo menos dois suicídios não confirmados.

Biderman fundou o Ashley Madison em 2001 e o site foi comprado pela Avid Life Media em 2007.

Um segundo ataque dos hackers publicou milhares de emails de Biderman e outros documentos da companhia.

Em fevereiro, a co-presidente do conselho da Sony Pictures America Amy Pascal deixou o cargo depois de um ataque hacker contra o estúdio de cinema da Sony em Hollywood no ano passado. Também em 2014, a rede de varejo Target substituiu seu presidente após uma invasão aos dados da empresa que expôs registros de dezenas de milhares de clientes.