Juiz dos EUA dá a motoristas do Uber status para ação coletiva

terça-feira, 1 de setembro de 2015 18:39 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - Um juiz dos Estados Unidos disse nesta terça-feira que os motoristas do Uber têm direito ao status de ações coletivas em litígios, sejam terceirizados independentes ou funcionários contratados, num caso que pode ter grandes implicações para a economia compartilhada.

Três motoristas processaram o Uber em um tribunal federal em San Francisco, alegando que são funcionários e têm direito a reembolso de despesas, incluindo combustível e manutenção do veículo.

Os motoristas atualmente pagam esses custos eles mesmos.

(Por Dan Levine)