Acusado por transmissão de vírus de computador Gozi se declara culpado nos EUA

sexta-feira, 4 de setembro de 2015 16:56 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Um homem da Letônia se declarou culpado nesta sexta-feira por se engajar em um esquema para transmitir um vírus de computador que infectou mais de 1 milhão de máquinas ao redor do mundo e causou perdas de dezenas de milhões de dólares.

Deniss Calovskis, 30 anos, se declarou culpado em um tribunal federal em Manhattan, nos Estados Unidos, por conspiração para invasão de computadores, admitindo que ele havia sido contratado para escrever alguns dos códigos que fizeram o vírus Gozi ser tão efetivo.

"Eu sabia que o que estava fazendo era contra a lei", disse Calovskis no tribunal.

A confissão se seguiu à extradição de Calovskis da Letônia em fevereiro, onde ele havia sido preso em novembro de 2012 e passou 10 meses na prisão.

Sob um acordo de confissão, Calovskis, que esteve sob custódia dos EUA desde a extradição, concordou em não apelar contra qualquer sentença que envolva dois anos ou menos na prisão.

O vírus Gozi foi descoberto em 2007 e roubou informações pessoais de contas bancárias de usuários enquanto permanecia virtualmente indetectável.