Uber quer entrar em mais 100 cidades chinesas no próximo ano

terça-feira, 8 de setembro de 2015 09:42 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A companhia norte-americana de transporte individual urbano Uber vai ingressar em mais 100 cidades chinesas no próximo ano, dobrando meta definida apenas três meses atrás, disse o presidente-executivo da empresa, Travis Kalanick, nesta terça-feira.

A unidade chinesa do Uber opera atualmente em quase 20 cidades, disse Kalanick em um evento do site de busca Baidu, investidor do Uber, em Pequim.

O comentário veio um dia após Kalanick dizer que a unidade chinesa levantou 1,2 bilhão de dólares durante rodada de levantamento de recursos, enquanto fontes afirmaram à Reuters que o maior rival local Didi Kuaidi obteve 3 bilhões de dólares.

As duas companhias estão investindo pesado para subsidiar corridas dos passageiros e ganhar parcelas do mercado, apostando que o mercado de transporte ligado à Internet no país se tornará o maior e mais lucrativo do mundo.

"Quando começamos este ano, nós tínhamos cerca de um por cento de fatia do mercado. Hoje, nove meses depois, temos cerca de 30 a 35 por cento do mercado", disse Kalanick, sem especificar se esse mercado era o de serviços de transporte individual, que incluem táxis, onde o Didi Kuaidi domina, ou se apenas para carros privados.