Vereadores aprovam projeto que proíbe Uber em São Paulo

quarta-feira, 9 de setembro de 2015 20:39 BRT
 

Por Luciana Bruno

SÃO PAULO (Reuters) - A Câmara dos Vereadores de São Paulo aprovou nesta quarta-feira o projeto de Lei 349/14, que proíbe o uso de carros particulares cadastrados em aplicativos para transporte remunerado individual de pessoas como o oferecido pela empresa norte-americana Uber na cidade.

O projeto, de autoria do vereador Adilson Amadeu (PTB), foi aprovado em segunda votação por 43 vereadores, com três votaram contrários e cinco abstenções. O texto será encaminhado agora ao prefeito Fernando Haddad, a quem caberá a palavra final.

O projeto de lei foi aprovado com uma emenda que prevê que o Executivo deve promover estudos para aprimoramento da lei de transporte individual de passageiros na cidade e sua compatibilização com novos serviços e tecnologias.

Nesta quarta-feira, milhares de taxistas realizaram carreata no centro da cidade para manifestar apoio ao projeto de lei e acompanharam a votação do lado de fora da Câmara dos Vereadores.

O Uber, aplicativo de celular que conecta passageiros a motoristas profissionais, informou ter realizado nesta quarta uma promoção dando viagens gratuitas a usuários na cidade, para corridas de até 50 reais.

A sessão na Câmara durou mais de três horas e foi marcada por gritos e vaias de grupos de taxistas presentes apoiadores do projeto e motoristas do Uber, contrários ao texto.

O autor do PL classificou o Uber de empresa "contraventora" e "arrogante".

  Continuação...