Cooperativas de crédito de NY enfrentam riscos após vitória legal do Uber

quinta-feira, 10 de setembro de 2015 19:55 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - As cooperativas de crédito de Nova York que têm grande exposição aos icônicos táxis amarelos da cidade estão enfrentando um aumento agudo nas perdas com empréstimos após um juiz arquivar uma ação judicial contra a empresa de serviços de transporte individual urbano Uber Technologies.

Quatro cooperativas de crédito que emprestaram grandes quantias em dinheiro para a aquisição de alvarás de táxi, necessários para motoristas operarem, processaram a cidade de Nova York, argumentando que a tecnologia do Uber infringe os direitos exclusivos dos taxistas de atender passageiros.

O juiz da Suprema Corte de Queens County, Allan Weiss, encerrou o processo na quarta-feira, dizendo que a Comissão de Táxis e Limousines da cidade se engajou ativamente na regulamentação de serviços de "carona online".

As quatro cooperativas de crédito - Melrose Credit Union, Montauk Credit Union, Progressive Credit Union e Lomto Credit Union - argumentaram que o Uber derrubou o valor dos alvarás de táxi de Nova York em 40 por cento. Juntas, elas detém quase 2,5 bilhões de dólares em empréstimos cobrindo quase 5.300 alvarás.

A inadimplência nas cooperativas de crédito aumentaram no ano passado, de acordo com documentos arquivados na Administração Nacional de Cooperativas de Crédito (NCUA, na sigla em inglês).

A NCUA disse que revê criteriosamente os planos de empréstimos e de mitigação de riscos das cooperativas e que publicou orientações sobre os financiamentos para alvarás de táxis.

(Por Michael Erman)