Grandes montadoras fazem acordo para padronizar freios automáticos nos EUA

sexta-feira, 11 de setembro de 2015 20:39 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Um grupo de grandes montadoras que respondem por mais da metade das vendas de automóveis nos Estados Unidos criarão um padrão para freios de emergência automáticos nos novos veículos dos EUA em um dos maiores anúncios de segurança automotiva do país em uma década.

As montadoras, que responderam por 57 por cento das vendas de carros e camionetes nos EUA no ano passado, trabalharão em um plano de implementação nos próximos meses com reguladores de segurança automotiva e especialistas, disse a organização sem fins lucrativos Insurance Institute for Highway Safety (IIHS) em um comunicado na sexta-feira.

As marcas são Volkswagen e sua divisão de luxo Audi BMW, Ford Motor, General Motors, Mazda Motor, Mercedes-Benz, propriedade da Daimler, Tesla Motors, Toyota Motor e Volvo.

"Estamos entrando em uma nova era de segurança automotiva, focada em prevenir a ocorrência de acidentes, em vez de apenas proteger os ocupantes quando as batidas começam", disse o secretário de transportes dos EUA, Anthony Foxx, no comunicado da IIHS.

Os freios de emergência automáticos (AEB, na sigla em inglês), são amplamente reconhecidos como uma tecnologia que salva vidas usando radares, câmeras e lasers para monitorar as condições das estradas e utilizar os freios automaticamente para evitar colisões.

Mas analistas dizem que pode levar vários anos para as montadoras remodelarem o sistema elétrico e de freios de seus carros para instalar o freio automático.

(Por David Morgan; reportagem adicional por Joe White)