Hackers roubam 5,6 milhões de digitais de funcionários do governo dos EUA

quarta-feira, 23 de setembro de 2015 15:41 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Hackers que roubaram dados credenciais de segurança de milhões de funcionários do Departamento de Segurança e outros membros do governo dos Estados Unidos obtiveram cerca de 5,6 milhões de digitais, cerca de 4,5 milhões a mais do que inicialmente informado, disse o governo norte-americano nesta quarta-feira.

Durante a análise em andamento do vazamento de dados, o número estimado de pessoas que tiveram suas digitais roubadas subiu de 1,1 milhão para cerca de 5,6 milhões, disse o Departamento de Pessoal do governo em comunicado.

O órgão estimou que um total de 21,5 milhões de pessoas tiveram seu número de seguridade social e outras informações sensíveis roubadas no ataque ocorrido no início da primavera no Hemisfério Norte. A descoberta de novas digitais roubadas não afeta o número total, disse o órgão.

Autoridades norte-americanas acusaram privadamente os hackers do governo chinês pelo vazamento, mas evitaram fazer tal acusação publicamente. Autoridades também disseram não haver evidências de que os dados roubados foram utilizados, apesar de temerem que o roubo possa representar problemas de contrainteligência.

O órgão disse no comunicado que a descoberta de digitais adicionais roubadas ocorreu quando autoridades da entidade e do Departamento de Defesa analisavam dados afetados pelo incidente.

A Casa Branca não tinha mais detalhes sobre os responsáveis pelo vazamento de digitais, disse nesta quarta-feira o porta-voz Josh Earnest.

(Por David Alexander)