Sentimento sobre papa no Twitter piora após encontro com tabeliã dos EUA

sexta-feira, 2 de outubro de 2015 14:57 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O sentimento sobre o papa Francisco na rede social piorou por causa de seu encontro com uma tabeliã do Estado norte-americano de Kentucky que se recusa a emitir licenças de casamento para pessoas do mesmo sexo, mostraram dados compilados pela Thomson Reuters.

A taxa de tuítes positivos contra negativos sobre o papa foi de 2,6 para 1 em média durante e pouco depois de sua visita aos Estados Unidos entre os dias 22 e 27 de setembro. Mas essa taxa caiu significativamente a cerca de 1 para 1 no dia 30 de setembro, após a divulgação do encontro, que inicialmente foi mantido em segredo.

O Vaticano disse nesta sexta-feira que havia um "sentimento de arrependimento" pelo fato de o papa ter se reunido com Kim Davis, a tabeliã que foi presa em setembro por se recusar a cumprir uma decisão da Suprema Corte dos EUA e emitir certidões de casamento para casais do mesmo sexo.

O sentimento em relação a Davis se tornou favorável pela primeira vez desde 22 de setembro, com os sentimentos positivos superando os negativos por uma taxa de 1,2 para 1, mostraram os dados. Antes de 30 de setembro, Davis foi alvo de duas vezes mais tuítes negativos.

O encontro do papa com a tabeliã foi uma decepção para os gays e católicos liberais nos Estados Unidos. Muitas pessoas nesses grupos haviam ficado encorajadas com declarações anteriores de Francisco de que "se alguém é gay e busca Deus, quem sou eu para julgar?"

(Reportagem de Angela Moon)

 
Papa Francisco na praça de São Pedro, no Vaticano. 30/09/2015 REUTERS/Max Rossi