América Móvil planeja investir menos em 2016 após prejuízo surpresa

terça-feira, 20 de outubro de 2015 14:47 BRST
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A empresa mexicana de telecomunicações América Móvil disse nesta terça-feira que planeja cortar investimentos e renegociar com fornecedores após a ter tido o primeiro prejuízo trimestral em quase 14 anos.

Enfrentando regulamentação mais severa no México e recessão no Brasil, a América Móvil anunciou na véspera um prejuízo equivalente a 2,88 bilhões de pesos no terceiro trimestre, com a forte queda de moedas latino-americanas atingindo as receitas da maior empresa de TV paga e serviços sem fio da região.

Analistas previam que a empresa, controlada pela família do bilionário Carlos Slim, teria lucro 9,49 bilhões de pesos em uma pesquisa da Reuters.

"Tenho certeza que o capex em dólares (em 2016) será menor do que o que tínhamos", disse o presidente-executivo, Daniel Hajj, disse a analistas numa teleconferência nesta terça-feira. As despesas de capital da companhia são estimadas em 10 bilhões de dólares, disse ele.

Com a depreciação das moedas em seus principais mercados, a empresa disse que iria converter contratos com alguns fornecedores, de dólares para moedas locais, adicionou Hajj.

Embora a receita da empresa tenha aumentado, a perda cambial subiu a 45 bilhões de pesos de julho a setembro, ante 9 bilhões um ano antes. Grande parte da receita da empresa é em pesos e em reais, mas muitas de suas despesas são em dólares.

(Reportagem de Christine Murray e Tomás Sarmiento)