Alphabet, Microsoft e Amazon fazem Wall Street comemorar

sexta-feira, 23 de outubro de 2015 14:37 BRST
 

(Reuters) - A Alphabet, empresa controladora do Google, a Microsoft e a Amazon.com avançaram no último trimestre em áreas que serão suas principais motores de crescimento nos próximos anos, o que impulsionava ações do setor de tecnologia nos Estados Unidos.

As ações das três gigantes disparavam entre 7 e 10 por cento por volta das 14h15 (horário de Brasília), acrescentando mais de 120 bilhões de dólares a seu valor de mercado combinado, mais do que o valor do PIB de Marrocos. O índice Nasdaq tinha valorização de 1,8 por cento.

Para a Alphabet, o tráfego de busca em dispositivos móveis superou o tráfego em computadores de mesa em todo o mundo pela primeira vez, enquanto a Amazon foi capaz de impulsionar suas margens, fonte de preocupação, com o avanço de seu negócios em nuvem.

A crescente ênfase da Microsoft em computação em nuvem também colocou a companhia no caminho para uma transição bem sucedida para longe das lentas vendas de computadores pessoais.

Mais cedo, as ações da Alphabet saltaram mais de 10 por cento, adicionando cerca de 50 bilhões de dólares em valor de mercado para a empresa, que passou a 522,5 bilhões de dólares, consolidando sua posição como segunda ação mais valiosa depois da Apple, que vale cerca de 660 bilhões de dólares.

As ações da Microsoft chegaram mais cedo a disparar mais de 11 por cento, para 53,61 dólares, nível mais alto em 15 anos, enquanto a Amazon teve ganho de 10 por cento, a 619,45 dólares, também nível recorde.

"Creio que estamos vendo estas companhias finalmente enfrentando os principais desafios dos negócios", disse James Cakmak, analista da corretora Monnes, Crespi, Hardt & Co em Nova York.

"Para a Amazon é margem, para a Alphabet é dispositivo móvel, para a Microsoft é nuvem ou diversificação para além de seus negócios antigos", acrescentou.

Os resultados das três empresas mostram que uma parte importante da economia dos Estados Unidos continua funcionando bem, apesar da desaceleração da economia global, afirmou Adam Sarhan, presidente executivo da empresa de consultoria de investimentos Sarhan Capital, em Nova York. "O setor de tecnologia, especificamente o de Internet, continua brilhando", acrescentou.

(Por Sweta Singh e Abhirup Roy)