Canon corta previsão de lucros para o ano por fraca demanda da China

terça-feira, 27 de outubro de 2015 18:17 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Canon cortou nesta terça-feira a estimativa de lucros para o ano, citando demanda mais fraca do que o esperado para câmeras amadoras na China e no Sudeste Asiático, após a decisão de quase 3 bilhões de dólares tomada este ano para expandir no ramo de equipamentos de vigilância.

A maior fabricante de câmeras e impressoras do mundo estimou o lucro operacional do grupo em 365 bilhões de ienes (ou 3,02 bilhões de dólares) para o ano até dezembro, ante 380 bilhões estimados três meses antes. A empresa estimou a receita em 3,8 trilhões de ienes em vez de 3,9 trilhões de ienes.

A Canon tem investido em novos negócios para reduzir a dependência de câmeras, conforme os smartphones substituem as compactas, enquanto o mercado por modelos com lentes intercambiáveis beira a saturação. Em maio, a empresa completou a aquisição de 85 por cento da empresa sueca de vigilância por vídeos Axis < AXIS.ST>.

As câmeras ainda respondem por cerca de um quarto da receita total e o crescimento nas vendas está se moderando em um ritmo mais rápido que o esperado por causa da desaceleração econômica da China e em outros lugares, disse a Canon em declaração.

A companhia diminuiu sua estimativa de vendas do ano para 6,5 milhões de câmeras compactas, ante 7 milhões e 5,5 milhões de câmeras de lentes intercambiáveis, ante 5,8 milhões.

A Canon também disse que no trimestre fechado em setembro, o lucro operacional subiu 7,6 por cento, para 77,3 bilhões de ienes, abaixo da estimativa média de 86,5 bilhões feita por sete analistas pesquisados pela Thomson Reuters.

(Por Makiko Yamazaki)