Telefônica Brasil diz ser favorável a mais consolidação no Brasil

quarta-feira, 28 de outubro de 2015 14:09 BRST
 

Por Luciana Bruno

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Telefônica Brasil, dona da marca Vivo no Brasil, Amos Genish, disse nesta quarta-feira que não manifestará oposição a uma eventual fusão entre concorrentes no Brasil, e que um mercado com apenas três operadoras seria bem-vindo.

"Mudar o mercado de quatro operadoras para três é bem vindo", disse Genish em coletiva de imprensa durante congresso do setor Futurecom. "Ter três operadoras fortes é mais saudável para o mercado no aspecto competitivo. Não tenho nada contra esse tipo de fusão. Mas me parece especulação nesse momento", declarou Genish ao ser questionado sobre uma eventual união entre TIM Participações e Oi.

A Telefônica concluiu neste ano a aquisição da operadora de banda larga GVT.

Na semana passada, a Oi anunciou ter recebido proposta de injeção de recursos do fundo russo LetterOne caso promova uma fusão com a TIM Participações. O presidente do Conselho de Administração da Telecom Italia, controladora da TIM, Marco Patuano, disse na terça-feira que as negociações dependeriam de mudanças no marco regulatório de telefonia fixa no Brasil, uma vez que a Oi é principal concessionária.

Em outra frente, o presidente da Telefônica Brasil negou especulações de que a empresa estaria em conversas para a compra da operadora de TV paga via satélite Sky, da norte-americana AT&T. "Não temos conversas com AT&T sobre Sky", disse Genish, afirmando que a empresa pretende crescer organicamente em TV paga.

Segundo Genish, a operadora mantém seu compromisso de investir no país mesmo diante de cenário econômico desfavorável. A previsão da operadora é investir no ano que vem patamar de recursos semelhantes ao que será investido este ano, em torno de 8,4 bilhões de reais, mesmo nível de 2014.

WHATSAPP   Continuação...