Avast vale "mais de US$2 bi", mas não prevê IPO antes de 2017, diz presidente

quinta-feira, 29 de outubro de 2015 19:34 BRST
 

BENGALORE, Índia (Reuters) - A produtora de software antivírus Avast está avaliada "acima de 2 bilhões de dólares", disse o presidente-executivo da companhia nesta quinta-feira, mas a empresa descarta fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO) antes de 2017.

A Avast, que fornece softwares gratuitos e pagos para computadores e dispositivos móveis, empresas e indivíduos, tem mais de 230 milhões de usuários no mundo todo.

"Somos uma empresa que não precisa de dinheiro", disse Vincent Steckler à Reuters nesta quinta-feira. "Nossos investidores fundadores não precisam de qualquer liquidez e não precisamos de qualquer dinheiro."

A Avast, que tem sede em Praga, na República Tcheca, chegou a fazer um pedido de IPO em dezembro de 2011, mas decidiu suspender a operação em julho de 2012, citando condições adversas do mercado.

Steckler, um ex-executivo da produtora de software de segurança de computadores Symantec, disse que a Avast vai avaliar a possibilidade de fazer um IPO em algum momento em 2017.

O mercado global de cibersegurança está se expandindo, com empresas e governos investindo pesadamente para proteger seus sistemas fraudes e ataques de hackers. A indústria deve crescer para cerca 170 bilhões de dólares em 2020, ante 106 bilhões em 2015, de acordo com a empresa de pesquisas de mercado MarketsandMarkets.

Steckler estimou a receita da Avast este ano em 300 milhões de dólares, um salto de quase 40 por cento ante 2014. Cerca de 85 por cento da receita vem de vendas a consumidores.