Oi deixa de cobrar tarifa mais cara para ligações a outras operadoras

terça-feira, 3 de novembro de 2015 14:48 BRST
 

Por Juliana Schincariol

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Oi vai deixar de cobrar tarifa diferenciada para ligações de outras operadoras e oferecer mais dados aos clientes, buscando ganhar fatia de mercado e juntando-se à TIM, que já anunciou estratégia parecida.

A Oi implantou os novos pacotes para clientes pré-pagos nesta terça-feira e vai colocar em operação para pós-pagos na segunda quinzena de novembro. Para aderir às novas tarifas, é preciso contratar os novos planos.

Além das novas tarifas, a Oi também terá campanha massiva de marketing durante as festas de fim de ano, com investimentos três vezes superiores aos do ano passado.

As ações da empresa subiam 4,7 por cento às 14h46, enquanto o Ibovespa tinha valorização de 3,8 por cento, em um amplo movimento de valorização após o feriado da véspera.

Na semana passada, a TIM anunciou que não vai mais cobrar tarifa distinta para chamadas feitas para operadoras diferentes. O movimento ocorre com o recuo da tarifa de interconexão (VUM), atualmente em 0,16 real, e que deve cair pra 0,10 real em fevereiro de 2016.

Segundo o diretor de varejo da Oi, Bernardo Winik, a medida vai reduzir a prática de múltiplos chips por usuário, algo comum no mercado pré-pago brasileiro. "O nosso objetivo é ganhar participação de mercado. No médio prazo, o número de chips ativos vai cair", disse.

Os pacotes terão valores distintos para localidades onde a Oi tem menor fatia de mercado. A Oi é líder de mercado em Estados como Maranhão, Ceará e Pernambuco.

A base de telefonia celular pré-paga do Brasil tem encolhido há meses. Segundo dados mais recentes da Anatel, divulgados no início de outubro, o total de linhas celulares do país teve redução de 4,132 milhões de acessos entre maio e setembro. Em agosto apenas, o número de linhas pré-pagas caiu em 1,962 milhão ante julho, enquanto as pós-pagas tiveram incremento de 535,4 mil.   Continuação...