Bancos vão adotar novas tecnologias em vez de serem superados por empresas de tecnologia

sexta-feira, 13 de novembro de 2015 19:33 BRST
 

(Reuters) - Novas empresas de tecnologia estão golpeando todos os tipos de companhias, mas os bancos permanecerão como intermediários financeiros, por causa das regulamentações e impostos que os governos colocaram sobre eles, diz um proponente da tecnologia por trás da moeda digital bitcoin.

"A regulamentação os coloca no lugar. Regulamentação requer que exerçam certas funções", disse Mark Smith, presidente executivo da Symbiont.io, uma empresa iniciante que emergiu da Bitcoin 2.0 e da MathMoney f(x) para construir uma plataforma de transação de negócios que utiliza a tecnologia como a que sustenta a bitcoin.

Smith prevê que grandes bancos, como o JPMorgan, adotarão novas tecnologias para cortar custos com instalações que processam empréstimos e combinam vendedores e compradores de ativos.

"Uma quantidade maciça de infraestrutura simplesmente vai embora", disse Smith, que falou na quinta-feira em um painel realizado pela Thomson Reuters sobre inovações e rupturas em serviços financeiros.

Novos competidores estão chegando ao segmento bancário vindos do Vale do Silício, disse este ano Jamie Dimon, presidente executivo do JPMorgan. Ele também disse que o JPMorgan tinha muito o que aprender com eles e que poderia formar parcerias com alguns.

O banco trabalhou com a Apple no lançamento no ano passado do aplicativo Apple Pay para pagamentos de décito e crédito com auxílio de celulares inteligentes.

No mês passado, o banco afirmou que vai operar uma carteira digital rival chamada Chase Pay.