Grupo chinês Tsinghua Unigroup investirá US$47 bi para formar gigante de chips

segunda-feira, 16 de novembro de 2015 11:30 BRST
 

PEQUIM/HONG KONG (Reuters) - O chinês Tsinghua Unigroup pretende investir 300 bilhões de iuanes (47 bilhões de dólares) nos próximos cinco anos para formar a terceira maior fabricante de chips do mundo, disse o presidente do Conselho de Administração do conglomerado de tecnologia apoiado pelo Estado nesta segunda-feira.

O presidente do Conselho, Zhao Weiguo, também disse à Reuters em entrevista que o Tsinghua Unigroup, controlado pela seletiva Universidade de Tsinghua, que tem o presidente chinês, Xi Jingping, entre seus ex-alunos, está em negociações com uma empresa baseada nos Estados Unidos envolvida na indústria de chips.

Zhao disse que um acordo pode ser finalizado já no fim deste mês. Ele se recusou a dar mais detalhes, mas disse que comprar uma fatia majoritária seria improvável, pois é muito "sensível" para o governo norte-americano.

A empresa chinesa também está suspendendo planos de investir em empresas de tecnologia taiuanesas devido a obstáculos regulatórios, após acertar a tomada de uma fatia na Powertech Technology e expressar interesse em acordos entre a China continental e Taiwan.

(Por Yimou Lee e Paul Carsten)