Motoristas de táxi na Hungria exigem fechamento do Uber

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 19:30 BRST
 

BUDAPESTE (Reuters) - Motoristas de táxi na capital da Hungria protestaram nesta segunda-feira contra o Uber, cuja crescente popularidade é vista por eles como intragável em meio à nova regulação que estabelece tarifa fixa para empresas tradicionais de táxi que é mais alta que a do Uber.

Táxis bloquearam um importante cruzamento no centro de Budapeste e dirigiram em ruas da cidade bloqueando grande parte do tráfego no centro da capital. Eles afirmaram que ficariam posicionados até que o Uber não seja mais disponível para downloads em smartphones na Hungria.

O serviço da Uber Technologies motivou protestos de motoristas de táxi de Londres a Nova Délhi conforme vira de cabeça para baixo os modelos de negócio tradicionais que exigem que motoristas profissionais paguem taxas de licenciamento para dirigir táxis.

No fim da tarde, o protesto parecia se enfraquecer, com alguns motoristas indo embora e os remanescentes divididos sobre a decisão de continuar, diante de exigências da polícia para abrirem o bloqueio, segundo fotógrafos da Reuters presentes na cena.

Cerca de 140 veículos participaram do protesto, disseram organizadores. Fotografias de drones do Drone Media Studio, publicadas no site de notícias 44.hu, mostraram algumas dezenas de táxis bloqueando a via.

 
Taxis bloqueiam uma avenida principal no centro de Budapeste, Hungria. 18 de janeiro de 2016. REUTERS/Laszlo Balogh