Foxconn oferece US$5,3 bi por Sharp, diz WSJ

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016 14:28 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A taiuanesa Hon Hai Precision Industry ofereceu 625 bilhões de ienes (5,3 bilhões de dólareS) para comprar a Sharp e não tem planos de substituir a alta administração do grupo japonês, publicou o Wall Street Journal nesta quinta-feira.

As ações do abatido grupo japonês dispararam mais de 20 por cento após a publicação da notícia. A Sharp também está considerando uma proposta separada de um fundo apoiado pelo governo japonês, a Corporação de Rede de Inovação do Japão (INCJ).

Fontes afirmaram à Reuters que a INCJ está na dianteira para resgatar a Sharp e que planeja fundir os negócios de tela de cristal líquido com a rival Japan Display, na qual o fundo já tem uma participação majoritária.

O fundo também está considerando unir a unidade de eletrodomésticos da Sharp com a da Toshiba , afirmaram as fontes.

Autoridades afirmaram à Reuters que preferem um comprador japonês para que a tecnologia de telas da Sharp continue no Japão.

A Sharp, que já foi líder em telas para celulares inteligentes e televisores, tem enfrentado dificuldades diante de persistente pressão sobre preços promovida por rivais asiáticos. A empresa recebeu uma segunda injeção de recursos avaliada em 1,7 bilhão de dólares em maio, mas tem mostrado poucos sinais de recuperação.

(Por Ritsuko Ando)