Xiaomi visa dobrar vendas físicas de smartphones este ano, dizem fontes

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016 19:39 BRST
 

HONG KONG (Reuters) - A Xiaomi quer dobrar as vendas físicas de dispositivos na China este ano ante as estimativas dos analistas para as vendas no ano passado, mostrou um documento interno, sinalizando uma transição de uma estratégia focada na internet imitada pela concorrência.

O modelo de vendas na internet impulsionou a Xiaomi ao segundo lugar entre as vendedores de smartphones da China em 2015, apenas três anos depois de lançar seu primeiro dispositivo e cinco anos após a fundação, mostrou a consultoria TrendForce.

Mas a Xiaomi ficou 12 por cento abaixo de sua meta de vendas global, vendendo 70 milhões de dispositivos no ano em que rivais como Lenovo e Huawei contra-atacaram no mercado doméstico vendendo exclusivamente na internet.

O ano passado também viu uma desaceleração no mercado chinês de smartphones, o maior do mundo, e onde a Xiaomi faz a maior parte de suas vendas. Em resposta, a empresa visa acelerar as vendas nos varejistas e aumentar o número de lojas "Mi Home" para 50 ante 20, disse uma pessoa próxima ao assunto.

"A Xiaomi está tentando se expandir fora da internet rapidamente", disse a fonte, que não quis ser identificada, uma vez que a informação é confidencial.

Analistas estimam que 40 por cento do total global de vendas da Xiaomi em 2015, ou 28 milhões de smartphones, foram vendidos offline. Consultada, a empresa disse que ainda não estabeleceu metas de performance para este ano.

(Por Yimou Lee; reportagem adicional por Elzio Barreto)