Redução de pedidos da Apple a fornecedores pode sinalizar 1ª queda na venda de iPhones

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 09:55 BRST
 

TAIPÉ (Reuters) - Alguns dos principais fornecedores da Apple na Ásia esperam queda de receitas e pedidos neste trimestre, indicando que as vendas de iPhones devem ter seu primeiro declínio anual desde que o produto foi lançado quase uma década atrás.

As previsões de vendas fracas por companhias que incluem a taiuanesa Semiconductor Manufacturing (TSMC), maior fabricante de chips terceirizada do mundo, e a fabricante de lentes de câmeras de smartphones Largan Precision adicionaram preocupações sobre as projeções da Apple em meio à desaceleração da demanda global por smartphones.

Executivos da indústria afirmam que o último iPhone não teve novas funcionalidades suficientes em relação ao modelo anterior para atrair usuários, levantando temores de que a série de inovações da Apple -- e os lucros que estas geram -- pode estar chegando ao fim.

A Apple, que reportou resultados do trimestre encerrado em dezembro na terça-feira, disse que não comentaria perspectivas de vendas. A companhia disse anteriormente que dados individuais obtidos a partir de sua rede de fornecedores não são um reflexo acurado de seu cenário futuro.

Analistas afirmam que as vendas do iPhone podem melhorar no segundo semestre, quando a companhia normalmente lança novos produtos, mas com competidores como Samsung e Huawei reforçando rivalidade, alguns fornecedores não se mostram tão confiantes.

"O ritmo de inovação caiu. A Apple está indo na mesma direção de outras marcas", afirmou um fornecedor de componentes em Taiwan.