Itália acredita que Google evadiu 227 mi de euros em impostos, dizem fontes

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 17:16 BRST
 

MILÃO, (Reuters) - A Itália acredita que o Google evadiu 227 milhões euros em impostos entre 2009 e 2013 e que poderá cobrar da gigante da Internet multas pesadas, disseram fontes próximas da investigação nesta quinta-feira.

O relatório das autoridades italianas deve ser entregue ao Google no fim do dia e vem em meio ao cada vez mais acalorado debate na Europa sobre taxação de multinacionais que declaram seus ganhos em países com baixo nível de impostos.

Questionado sobre o relatório italiano, um porta-voz da companhia disse que "o Google cumpre com as leis tributárias em todos os países em que opera. Continuamos a trabalhar com as autoridades competentes".

As autoridades italianas suspeitam que em um período de cinco anos o Google não declarou cerca de 100 milhões de euros de receita no país, o que teria reduzido a alíquota de imposto que incide sobre a companhia.

Além disso, cerca de 600 milhões de dólares em royalties deveriam ter sido declarados às autoridades para serem taxados em cerca de 200 milhões de euros.

Uma fonte disse que ainda não houve acordo com o Google sobre o assunto e que a eventual soma a ser cobrada da companhia norte-americana será consideravelmente alta, uma vez que multas e juros seriam adicionados.

Os números mais recentes do Google indicam que a empresa pagou 2,2 milhões de euros em impostos na Itália em 2014 sobre receitas de 54,4 milhões de euros geradas no país. A Autoridade de Comunicações da Itália estima que as receitas do Google no país sejam cerca de 10 vezes maiores.