Proprietária do PokerStars, Amaya diz que presidente propôs aquisição

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016 19:00 BRST
 

(Reuters) - A canadense Amaya, operadora do site de apostas online PokerStars, disse que recebeu uma proposta não vinculativa do presidente executivo David Baazov para torná-la uma empresa de capital fechado.

As ações da empresa perderam cerca de metade em valor nos últimos 12 anos devido ao escrutínio sobre sites aposta nos Estados Unidos, atrasos no lançamento de uma plataforma de apostas esportivas e problemas legais.

No entanto, a companhia pode receber um grande impulso de receitas se Estados norte-americanos como a Califórnia legalizarem a aposta online nos próximos anos, disse o analista da Global Maxfin Capital Manish Grigo.

A proposta avalia a Amaya em 4,39 bilhões de dólares canadenses (3,13 bilhões de dólares), em uma base totalmente diluída de ações em 30 de setembro.

Não estava imediatamente claro como Baazov, que atualmente possui cerca de 18,6 por cento das ações ordinárias da Amaya no mercado, financiaria a compra.

Baazov estava entre os executivos investigados em junho pelas autoridades de regulamentação de Quebéc por negociar ações da Amaya antes da aquisição do Rational Group, dono do PokerStars, pela companhia em 2014 por 4,9 bilhões de dólares.

(Por Amrutha Gayathri)