Uber pretende adicionar 50 mil novos motoristas no Brasil

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016 15:18 BRST
 

(Reuters) - O aplicativo norte-americano Uber pretende adicionar 50 mil novos motoristas no Brasil, frente aos 10 mil cadastrados atualmente, apesar dos frequentes protestos e ataques de taxistas e questionamentos sobre a legalidade do serviço na justiça.

A informação foi divulgada pelo gerente da empresa para a região central dos Estados Unidos, Canadá e América Latina, Andrew MacDonald, em entrevista ao blog do jornalista Fernando Rodrigues. Procurado pela Reuters, o Uber confirmou as informações.

De acordo com o executivo, o Brasil é o país do mundo no qual o aplicativo de transporte privado individual tem uma de suas maiores taxas de crescimento, com expansão de 30 por cento ao mês no país.

A expansão da companhia avaliada em bilhões de dólares acontece em meio à retração da economia. Em 2015, a renda média dos tralhadores teve a primeira queda em 11 anos em um mercado de trabalho marcado por forte deterioração. A taxa de desemprego de 6,9 por cento em dezembro foi a maior para o mês desde 2007.

No Brasil, o Uber opera atualmente nas cidades São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Campinas e Goiânia. MacDonald afirmou que a expansão da companhia no país vai ocorrer nas regiões norte e nordeste, em cidades com mais de 1 milhão de habitantes, segundo a entrevista confirmada pela companhia.