Chefe de buscas na Internet do Google se aposenta e será substituído por chefe de IA

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016 16:53 BRST
 

(Reuters) - O afastamento de um dos pioneiros do mecanismo de buscas do Google e o fato de o chefe de Inteligência Artificial da companhia assumir seu lugar sinaliza o desejo da empresa de tornar seu mecanismo de buscas mais sofisticado, dizem analistas.

A controladora do Google, Alphabet, disse nesta quarta-feira que Amit Singhal, chefe do negócio de buscas na Internet há muito tempo, irá se aposentar.

Ele será substituído por John Giannandrea, o vice-presidente de engenharia, que lidera os esforços em aprendizado de máquinas, o processo pelos quais computadores melhoram a performance ao analisar as ações do usuário.

Singhal entrou para o Google em 2000, dois anos após a empresa ser fundada por Larry Page e Sergey Brin. Durante seu mandato o Google desenvolveu o Adwords, tecnologia que seleciona anúncios com base nas buscas dos usuários e é uma das maiores fontes de receita da companhia.

Analistas disseram que a decisão do Google de substituir Singhal por Giannandrea era um sinal de que ferramentas que dependem de aprendizagens de máquinas, como o assistente pessoal do Google, que responde perguntas e realiza buscas com o apertar de um botão, representarão uma parte maior no futuro da busca.

"O fato de que chamaram o chefe de inteligência artificial para assumir o cargo diz muito sobre para onde esperam evoluir", disse Sameet Sinha, analista sênior de equities da B. Riley & Co.

(Por Deborah M. Todd e Sai Sachin R)

 
Amit Singhal, chefe de buscas na Internet do Google, fala na garagem em que a companhia foi fundada no 15º aniversário do Google em Menlo Park, Califórnia. 26 de setembro de 2013. REUTERS/Stephen Lam