"Assassino do Facebook" é sentenciado à prisão perpétua por matar esposa

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016 17:14 BRST
 

MIAMI (Reuters) - Um homem da Flórida condenado por homicídio doloso após assassinar a esposa e divulgar a foto se seu corpo ensanguentado no Facebook foi sentenciado à prisão perpétua nesta sexta-feira.

Derek Medina, 33 anos, escreveu no Facebook antes de se entregar devido ao tiroteio ocorrido em agosto de 2013: " vou para a prisão ou receberei pena de morte por assassinar minha esposa".

"Você previu seu futuro", disse a juíza da Flórida Yvonne Colodny antes de proferir a sentença.

Um júri no ano passado rejeitou sua argumentação de que estava agindo em legítima defesa quando assassinou a esposa, Jennifer Alfonso, de 27 anos, na cozinha de sua casa, na área de Miami.

Medina também foi sentenciado simultaneamente a 15 anos de prisão por disparar um projétil mortal e cinco anos por abandono de incapaz sem danos físicos após deixar a filha da esposa sozinha na casa após o assassinato. Medina poderá pedir clemência após 25 anos.

(Por Zachary Fagenson)