Twitter desaponta investidores novamente, sem apresentar crescimento de usuários

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016 22:00 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Twitter (TWTR.N: Cotações) desapontou investidores mais uma vez, dizendo que não viu crescimento na média mensal de usuários ativos no quarto trimestre - o primeiro trimestre estável desde a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da empresa em 2013.

Os resultados fracos provavelmente irão alimentar as preocupações dos investidores sobre esta estabilidade, com uma série de iniciativas desde o retorno de Jack Dorsey ao posto de presidente-executivo terem falhado.

As ações da empresa caíram mais de 50 por cento, desde que Dorsey, um dos fundadores, voltou ao Twitter em julho.

O serviço de microblogging espera uma receita no primeiro trimestre entre 595 milhões e 610 milhões de dólares, bem abaixo da estimativa média de analistas de 627,1 milhões de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

O Twitter disse em comunicado que tinha 320 milhões de usuários mensais em média no trimestre, estável ante o terceiro trimestre, em linha com a previsão de 323 milhões de usuários da RBC Capital Markets. A receita subiu 48,3 por cento, para 710,5 milhões de dólares no trimestre encerrado em 31 de dezembro.

O prejuízo líquido do Twitter diminuiu para 90,2 milhões de dólares, ou 0,13 dólar por ação, no quarto trimestre encerrado em 31 de dezembro ante 125,4 milhões de dólares, ou 0,20 dólar por ação, um ano antes. Excluindo itens, a empresa lucrou 0,16 dólar por ação.

Analistas esperavam um lucro de 0,12 dólar por ação sob receita de 709,9 milhões de dólares.

(Por Lehar Maan em Bengaluru)