CEO do Twitter faz grandes mudanças, mas não impressiona usuários

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016 11:55 BRST
 

Por Yasmeen Abutaleb

SAN FRANCISCO (Reuters) - Desde que voltou ao Twitter em julho, o presidente-executivo da companhia, Jack Dorsey, fez uma série de mudanças dramáticas no serviço de microblogs, e prometeu ainda mais.

Mas os novos recursos até o momento não têm sido bem-sucedidos no que Wall Street mais quer: fazer mais pessoas usarem o serviço.

Analistas afirmam que o preço da ação do Twitter, que chegou a mínimas recordes, não deve subir até que a companhia mostre aumento significativo de usuários.

"Eles têm sido uma companhia listada por tempo o bastante, então deveriam ter conseguido aumentar a base de usuários e arrumar uma série dos problemas com o produto para serem mais atraentes para uma audiência maior", disse Blake Harper, analista da Topeka Capital Markets.

Em carta a acionistas enviada na quarta-feira, quando o Twitter divulgou seu resultado do quarto trimestre, Dorsey ressaltou pela primeira vez sua estratégia para o futuro da empresa. Mas o plano carece de detalhes sobre o futuro do produto e foi ofuscado pelo crescimento estável de usuários no trimestre, pela primeira vez desde que o Twitter listou suas ações em bolsa em 2013.

O crescimento anêmico reflete uma realidade inquietante para o Twitter: mudanças no produto não reacenderam o entusiasmo de usuários.

Em outubro, Dorsey revelou o Moments, cuja meta é facilitar que usuários acompanhem grandes eventos e notícias quentes, mas falhou em ganhar tração, disseram analistas. Dorsey também experimentou ao mudar uma das principais características do Twitter, expandindo o limite de 140 caracteres.