Samsung e LG revelam novos aparelhos em aposta na recuperação de mercado de smartphones

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016 18:23 BRT
 

BARCELONA (Reuters) - Samsung e LG Electronics revelaram seus mais recentes smartphones na Mobile World Congress, conferência da indústria de telefonia celular realizada em Barcelona, visando reverter os efeitos da desaceleração do crescimento do setor sobre seus resultados.

As fabricantes de celulares enfrentam ano difícil em 2016, com o crescimento global reduzido e persistente fraqueza de moedas em mercados consumidores importantes esgotando o poder de compra de consumidores. Além disso, um esforço das fabricantes chinesas para se expandirem no exterior, em meio à desaceleração do crescimento em seu mercado doméstico pode reduzir ainda mais as margens.

Em uma aposta para recapturar fatia de mercado, a Samsung lançou duas novas versões do smartphone Galaxy S e levou o presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, para uma aparição surpresa que promoveu o potencial da realidade virtual, levando centenas de pessoas a correr para o palco e registrar o momento.

A LG, que teve prejuízos na área de celulares no ano passado, lançou o design modular para os smartphones G5. O projeto permite aos usuários substituir ou atualizar funções de seus aparelhos, como câmera e áudio, de forma independente.

A empresa também lançou um dispositivo de realidade virtual e acessórios incluindo um controle de drones em conjunto com o G5.

Analistas e investidores comemoraram as novas funções apresentadas pela LG, que classificaram como diferentes o suficiente para permitir uma recuperação nas vendas, mas mostraram menos interesse sobre as ofertas da Samsung, afirmando que a companhia apenas apresentou atualizações de seus produtos.

"Eu acho que é possível para a divisão de celulares da LG se recuperar com este novo lançamento, uma vez que eles entregaram significativas mudanças no G5", afirmou Park Jung-hoon, gestor de fundos na HDC Asset Management, baseado em Seul. "O Galaxy S7, porém, parece não ter criado tanto interesse", acrescentou.

 
Novos smartphones Samsung S7 (D) e S7 edge (E) são exibidos após seu lançamento em cerimônia no Mobile World Congress, em Barcelona, Espanha. 21 de fevereiro de 2016. REUTERS/Albert Gea