Acordo entre Foxconn e Sharp é colocado em dúvida após problema de última hora

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 16:59 BRT
 

TÓQUIO/TAIPÉ (Reuters) - A taiuanesa Foxconn colocou em espera a aquisição da fabricante japonesa de eletrônicos Sharp após descobrir obrigações não reveladas anteriormente pela empresa, disseram fontes, colocando em dúvida o que deveria ser a maior aquisição no setor de tecnologia do Japão por uma empresa estrangeira.

A deficitária Sharp anunciou mais cedo que havia concordado em ser comprada pela Foxconn, um grupo industrial que é uma grande fornecedora da Apple.

Mas, em uma declaração à parte publicada horas depois, a Foxconn disse que não assinaria até que tivesse esclarecimentos sobre "novas informações relevantes" da Sharp. A empresa não deu mais detalhes sobre o assunto.

Duas fontes com conhecimento direto da questão disse que o grupo japonês tinha obrigações de contingência que remontam a "centenas de bilhões de ienes". Esse problema terá que ser resolvido antes que um acordo possa ser finalizado, disseram as fontes.

As fontes não elaboraram a natureza das obrigações ou a quantia exata. A Reuters não conseguiu obter acesso a uma cópia das novas informações.

Um porta-voz da Foxconn, conhecida formalmente como Hon Hai Precision Industry, não quis comentar o assunto. A Sharp também não se pronunciou.