Foxconn e Sharp ampliam prazo de negociações para aquisição, dizem fontes

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016 20:07 BRT
 

TÓQUIO/TAIPEI (Reuters) - A Sharp e a Foxconn concordaram nesta sexta-feira em ampliar o prazo para as conversas de negociações em uma a duas semanas, disse uma pessoa familiarizada com o assunto, após a empresa taiwanesa colocar o acordo em espera para esclarecer "novas informações materiais".

A Sharp, uma fabricante de telas japonesa deficitária, anunciou na quinta-feira que havia decidido vender dois terços de suas ações para a Foxconn, em acordo avaliado em 5,8 bilhões de dólares.

Mas a Foxconn, maior produtora de bens eletrônicos do mundo e grande fornecedora da Apple, pausou a assinatura do contrato após receber novas informações da Sharp.

Em uma declaração divulgada no fim da sexta-feira, a Foxconn disse: "a maioria dos conteúdos de informação material que a Foxconn recebeu na manhã de quarta-feira, antes de a reunião do conselho da Sharp começar na quinta-feira, não foi proposta ou oferecida anteriormente durante as negociações entre os dois lados".

A empresa adicionou que ambos os lados estavam se consultando sobre o assunto "com o objetivo de chegar a um entendimento e solucionar a situação. Esperamos chegar a um acordo satisfatório assim que possível".

O fundador da Foxconn Terry Gou e o presidente-executivo da Sharp Kozo Takahashi se encontraram na China, disse outra pessoa familiarizada com o assunto. Nenhuma das empresas confirmou as conversas.

(Por Ritsuko Ando e J.R. Wu, com reportagem adicional de Chris Gallagher e Makiko Yamazaki em Tóquio)