PF prende executivo do Facebook por descumprimento de ordem judicial

terça-feira, 1 de março de 2016 12:03 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira um executivo do Facebook, em cumprimento a mandato expedido por um juiz pelo descumprimento de ordem judicial que solicitava informações à empresa.

Em nota, a PF disse que o mandato de prisão preventiva, quando não há prazo para liberação, foi expedido por juiz criminal da Comarca de Lagarto, em Sergipe, "em razão de reiterado descumprimento de ordens judiciais, de requerimento de informações contidas na página do site Facebook".

Segundo a PF, as informações foram pedidas ao Facebook para produção de provas a serem usadas em investigação de crime organizado e tráfico de drogas.

A PF não informou o nome do executivo do Facebook detido, mas sites de notícias locais informaram que se trata do vice-presidente do Facebook na América Latina, Diego Dzodan.

"O representante (do Facebook) encontra-se neste momento prestando declarações na Superintendência de PF em São Paulo, onde permanecerá preso à disposição da Justiça", disse a PF.

Procurado, o Facebook no Brasil não comentou o assunto.