Ciberataque contra EUA é "questão de quando, não de se”, diz chefe da NSA

terça-feira, 1 de março de 2016 19:16 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O chefe da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA) disse nesta terça-feira que era uma “questão de quando, e não de se” um estado-nação estrangeiro tentar lançar um ciberataque contra a infraestrutura crítica dos EUA, lembrando a recente ação contra a rede de energia da Ucrânia como um motivo de preocupação.

Falando durante a conferência sobre cibersegurança da RSA em San Francisco, o almirante Michael Rogers afirmou que também se preocupava com manipulação de dados e potenciais ameaças representadas por agentes não estatais como o Estado Islâmico.

O governo norte-americano declarou na semana passada que um blecaute em dezembro na Ucrânia que afetou 225 mil clientes foi resultado de um ciberataque, apoiando o que a maioria dos especialistas já havia concluído.

Alguns especialistas privados ligaram o incidente com um grupo de hackers russo conhecido como “Sandworm”.

(Reportagem de Dustin Volz)