Co-fundador do Skype lança serviço ultraprivado de mensagens com vídeo

quinta-feira, 10 de março de 2016 17:11 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - Um grupo de ex-especialistas em tecnologia da Skype, apoiada pelo co-fundador da plataforma de mensagens Janus Friis, lançou um serviço que promete encriptação de todas as conversas, incluindo as feitas via vídeo.

A Wire, uma empresa iniciante de 50 funcionários formada principalmente por engenheiros, está ingressando no debate político global sobre criptografia, refletido no confronto da Apple contra o governo norte-americano.

A companhia informou nesta quinta-feira que está adicionando chamada por vídeo a um pacote de serviços de comunicação privada que vão além dos oferecidos por aplicativos de mensagens atuais.

Rivais como Messenger e WhatsApp, do Facebook; além de Telegram, Threema e Signal oferecem criptografia apenas sobre parte do caminho que a mensagem percorre ou sobre um conjunto limitado de serviços, afirmou a empresa.

A Wire, que é baseada na Suíça e afirma armazenar comunicações dos usuários em seus próprios computadores, oferece proteções de privacidade sempre ativas, mesmo quando os usuários utilizam múltiplos aparelhos, como celular e computadores.

O aplicativo é baseado em técnicas de criptografia padrão e de código aberto, que permitem a especialistas externos em segurança avaliarem diretamente o nível de proteção oferecido.

A Wire recebe apoio financeiro da Iconical, um grupo de designers, engenheiros e executivos que atua como alternativa a investidores tradicionais de empreendimentos de risco.

"Tudo é criptografado do começo ao fim. Isso significa chamadas de voz para vídeo, textos, fotos, gráficos, todo o conteúdo que você puder mandar", disse Janus Friis, que investe na Wire como parte da Iconical e é presidente-executivo do conselho da Wire.