Zuckerberg encerra processo sobre imóvel no Vale do Silício

terça-feira, 15 de março de 2016 18:16 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, concordou em encerrar um processo e não pagar um empresário que o processou em uma disputa sobre um imóvel próximo de sua casa no Vale do Silício, disse seu advogado nesta terça-feira.

O empresário do setor imobiliário Mircea Voskerician processou Zuckerberg em 2014, argumentando que o presidente-executivo da rede social concordou em comprar seus direitos sobre uma porção adjacente à propriedade de Zuckerberg em Palo Alto, na Califórnia.

Como parte do acordo, Voskerician alegou que Zuckerberg concordou em apresentá-lo a amigos que poderiam impulsionar seus negócios imobiliários, mas não o fez.

Zuckerberg contestou o processo, argumentando que Voskerician ameaçou construir uma grande mansão no terreno e exigiu receber milhões de dólares em troca de "considerações de privacidade".

O advogado de Zuckerberg, Patrick Gunn, disse em comunicado nesta terça-feira que provas do caso mostraram que Voskerician confiou em evidências adulteradas para sustentar sua queixa.

"Estamos felizes que este assédio de anos chegou a um fim e que o demandante não obterá ganhos financeiros por sua má conduta", disse Gunn.

Guyton Jinkerson, um advogado de Voskerician que passou a integrar o caso em janeiro, afirmou que ele e seu cliente "reviram as premissas factuais e legais" do caso que estavam sendo seguidas pelos defensores anteriores do empresário.

"Depois de reflexão cuidadosa determinamos que este caso deveria ser encerrado", afirmou o Jinkerson. "Estamos satisfeitos que as partes puderem dar um fim a este processo."

(Por Dan Levine)