Reguladores globais se aproximam de regras para "fintechs"

quinta-feira, 31 de março de 2016 16:51 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Autoridades globais se aproximaram de uma regulamentação sobre o incipiente setor de serviços financeiros promovidos por empresas de tecnologia, conhecido por fintech, para garantir que o rápido crescimento da indústria não represente nenhum risco ao sistema financeiro.

O Conselho de Estabilidade Financeira da Europa (FSB, na sigla em inglês), que se reuniu em Tóquio nesta quinta-feira, concordou com uma estrutura para categorizar diferentes componentes da tecnologia financeira e avaliar seus potenciais riscos.

O FSB, formado por bancos centrais, reguladores e autoridades de ministérios de finanças do G20, está olhando para as fintechs parcialmente em resposta a incertezas sobre se o setor poderá perturbar o sistema bancário tradicional.

Alguns grandes bancos de investimentos, incluindo o Goldman Sachs, já estão investido fortemente em tecnologia financeira para evitar ficarem defasados. Analistas do Citi disseram este mês que o investimento em fintechs cresceu de 1,8 bilhão de dólares em 2010 para 19 bilhões de dólares no ano passado, principalmente em sistemas de pagamento.

O presidente do conselho do FSB e chefe do Banco Central da Inglaterra, Mark Carney, disse em uma coletiva de imprensa transmitida a partir de Tóquio nesta quinta-feira que o FSB não tinha preocupações fundamentais sobre as fintechs e que os membros gostariam de buscar oportunidades para aproveitá-las.