Beyoncé entra com ação judicial contra produtos ‘Feyoncé’

terça-feira, 5 de abril de 2016 19:38 BRT
 

Por Jonathan Stempel

NOVA YORK (Reuters) - Em “Single Ladies”, seu grande sucesso de 2008, Beyoncé canta que, se um ex-namorado ciumento quisesse compromisso na relação, ele deveria ter “colocado um anel”.

Agora, Beyoncé está dizendo para uma empresa do Texas, nos EUA, que vende produtos online com nome “Feyoncé” para colocar um basta.

Beyoncé, uma das mais famosas e influentes estrelas pop, entrou com um processo judicial nesta terça-feira para interromper a venda de dezenas de camisetas, agasalhos e até mesmo canecas com o nome “Feyoncé”, que, segundo ela, é muito parecido com a sua marca registrada.

Na ação apresentada ao tribunal federal de Manhattan, Beyoncé acusa Feyoncé Inc. e três indivíduos, todos da cidade de San Antonio, "descaradamente" vender produtos ilícitos “Feyoncé” no site www.feyonceshop.com.

Entre os itens, uma caneca com a frase “he put a ring on it” custa 14,95 dólares, que, de acordo com Beyoncé, tem a intenção de fazer referência à letra do sucesso “Single Ladies”.

Beyoncé, de 34 anos, casada com o rapper Jay Z e vencedora do Grammy, afirmou que as vendas das imitações Feyoncé confundem consumidores, causam danos irreparáveis, e os acusados ignoraram os seus pedidos para que parassem.

Ela disse que um dos acusados, Andre Maurice, chegou a pedir registro de marca para “Feyoncé” com e sem acento no “e”.

"Os acusados adotaram a marca Feyoncé para fazer referência à Beyoncé e a sua famosa música”, diz o processo. “A conduta dos acusados descrita aqui é intencional, fraudulenta, maliciosa e irresponsável.”

(Reportagem de Jonathan Stempel)