Diretor do FBI diz que método para quebrar proteção do iPhone não funciona em modelos novos

quinta-feira, 7 de abril de 2016 15:14 BRT
 

(Reuters) - O método secreto encontrado pela polícia federal dos Estados Unidos (FBI) para desbloquear um iPhone 5c usado por um dos atiradores de San Bernardino não funciona em modelos mais novos do celular da Apple, afirmou o diretor do FBI James Comey.

"Temos uma ferramenta que funciona em uma parcela estreita de celulares", disse Comey a jornalistas durante uma conferência sobre criptografia e vigilância realizada em uma universidade dos EUA, no final da quarta-feira.

Comey acrescentou que a técnica não funciona no iPhone 5s e nos modelos mais recentes iPhone 6 e 6s. O iPhone 5c foi lançado em 2013 e desde então foi descontinuado pela Apple.

O Departamento de Justiça dos EUA afirmou em março que tinha desbloqueado o celular do atirador de San Bernardino com a ajuda de uma terceira parte não identificada. Com isso, o departamento retirou ação judicial em que tentava forçar a Apple a ajudar a destravar o aparelho.

Em outro caso, o departamento pediu para um tribunal de Nova York forçar a Apple a desbloquear um iPhone 5s relacionado a uma investigação sobre drogas.

Se o governo continuar a insistir no caso contra a empresa, a Apple poderá potencialmente usar um recurso legal para forçar o FBI a revelar que técnica usou para desbloquear o celular do atirador de San Bernardino, afirmou uma fonte com conhecimento do assunto à Reuters.

Representantes da Apple e do FBI não estavam disponíveis de imediato para comentarem o assunto.

O FBI começou nesta semana a informar alguns senadores dos EUA sobre o método que usou para desbloquear o celular do atirador de San Bernardino.

(Por Narottam Medhora em Bangalore, Índia, e Dustin Volz em Washington)

 
Diretor do FBI James Comey durante evento em Nova York.     16/12/2015        REUTERS/Darren Ornitz