Bilionário Yuri Milner aposta mais US$100 milhões em exploração do espaço

terça-feira, 12 de abril de 2016 18:27 BRT
 

SÃO FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O investidor bilionário da Internet Yuri Milner anunciou mais 100 milhões de dólares para pesquisa espacial, desta vez para lançamento de milhares de pequenas naves para viagem ao sistema solar mais próximo que enviarão imagens de volta à Terra.

Se a iniciativa for bem sucedida, os cientistas poderão determinar se Alpha Centauri, um sistema solar a cerca de 1,6 trilhão de quilômetros de distância, tem um planeta parecido com a Terra, capaz de sustentar a vida como conhecemos.

Mas podem ser necessários anos para desenvolver o projeto, chamado de "Breakthrough Starshot" e não há garantias de que vai ter sucesso.

O anúncio desta terça-feira, feito pelo cosmologista Stephen Hawking, foi feito menos de um ano depois do projeto "Breakthrough Listen". Este projeto de 100 milhões de dólares e com 10 anos de duração, também é apoiado por Milner e monitora sinais de rádio que podem ser emitidos por vida inteligente.

O Breakthrough Starshot envolve o lançamento de pequenos veículos equipados com câmeras e sistemas de comunicação. Os cientistas esperam que os veículos, conhecidos como "nanonaves", poderão viajar a 20 por cento da velocidade da luz, ou mais de mil vezes mais rápido que as naves atuais.

"A coisa vai se parecer com o chip de um celular ligado a uma vela de luz muito fina transparente", disse Pete Worden, ex-diretor do centro de pesquisa Ames, da agência nacional norte-americana Nasa, e líder do projeto. "Vai ter algo como 3 a 4 metros de largura."

O plano é lançar uma nave espacial convencional contendo milhares destas nanonaves que entrariam em órbita da Terra para então serem enviadas a Alpha Centauri uma por uma, disse Worden. Ele reconhece as dificuldades do projeto, como as possibilidades de sobrevivência das nanonaves com o impacto do lançamento da nave maior e nos 20 anos de viagem pelo espaço interestelar, algo que inclui obstáculos como poeira espacial.

Se alguma das nanonaves for bem sucedida e conseguir tirar fotos de Alpha Centauri, levaria cerca de quatro anos para as imagens chegarem à Terra.

Milner, que já foi estudante PhD em física em Moscou antes de se mudar para os Estados Unidos, é um entre alguns bilionários da Internet que estão dedicando tempo e dinheiro à exploração espacial. O bilionário é conhecido por investimentos que incluíram a rede social Facebook e a fabricante chinesa de celulares Xiaomi.

(Por Sarah McBride)