Curdos declaram independência no ciberespaço com domínio ".krd"

quinta-feira, 14 de abril de 2016 15:28 BRT
 

ERBIL, Iraque (Reuters) - Com o direito a ter seu próprio Estado negado na realidade, os curdos iraquianos declararam a independência no ciberespaço com um novo nome de domínio, o que provocou a ira de vizinhos hostis às suas aspirações.

Muitas vezes descrito como o maior grupo étnico do mundo sem o seu próprio Estado, os curdos se consideram vítimas de um pacto que dividiu sua terra natal entre Turquia, Irã, Síria e Iraque após a Primeira Guerra Mundial.

O novo domínio de alto nível ".krd" concede aos curdos um espaço separado no mundo virtual, em um momento em que estão tentando conquistar legitimidade no território por meio de aliança com a coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o Estado Islâmico.

"Aqueles que nos aprisionaram dentro destas fronteiras geográficas não tem a mesma influência no ciberespaço. Na Internet nós escolhemos nossas próprias fronteiras", disse Hiwa Afandi, que obteve reconhecimento internacional para o domínio que abriu esta semana para uso de empresas privadas, organizações e indivíduos.

Os curdos obtiveram o nome do domínio ".krd" em 2013 pela Corporação de Nomes e Números Atribuídos na Internet (Icann, na sigla em inglês), uma organização sem fins lucrativos que gerencia os endereços online.

É um nome genérico, não um "código de país" com duas letras, reservado para Estados soberanos. A presidência e o governo da região já o usam para sites em curdo, árabe e inglês nos endereços www.presidency.krd e www.gov.krd.

Afandi disse que esperava que a Turquia, que é lar do maior número de curdos e tem um relacionamento difícil com eles, vetasse a aplicação, mas o único país a se opor até agora foi o Irã.

(Por Isabel Coles)