Apple tem 1ª queda na venda de iPhones

terça-feira, 26 de abril de 2016 19:45 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple divulgou nesta terça-feira a primeira queda nas vendas de iPhones de sua história e a primeira queda de receita em mais de uma década, com a empresa que é considerada a criadora dos smartphones encontrando dificuldades em um mercado cada vez mais saturado.

As vendas da empresa na China, seu mercado mais importante depois dos Estados Unidos, caíram mais de 25 por cento e a companhia também previu outro trimestre decepcionante para a receita global.

As ações da empresa tiveram queda de cerca de 8 por cento no after market em Nova York, abaixo dos 100 dólares pela primeira vez desde fevereiro.

Um aumento no programa de recompra de ações da Apple e elevação do dividendo trimestral não foram suficientes para acalmar os investidores.

A Apple vendeu 51,2 milhões de iPhones em seu segundo trimestre fiscal, uma queda ante os 61,2 milhões de celulares em igual etapa do ano anterior, mas acima das estimativas de analistas de cerca de 50 milhões de aparelhos.

Após muitos anos de vendas fortes, muitos investidores temem que o iPhone tenha atingido seu ponto de saturação, o que significaria o fim de uma era de crescimento exponencial para a Apple.

O lucro trimestral de 1,90 dólar por ação ficou abaixo da estimativa média de analistas de 2 dólares por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S. A receita de 50,56 bilhões de dólares também ficou abaixo das expectativas de 51,97 bilhões de dólares.

Para o terceiro trimestre fiscal, a Apple prevê receita de 41 bilhões a 43 bilhões de dólares, montante inferior aos 47,3 bilhões de dólares esperados por Wall Street.

(Por Julia Love e Anya George Tharakan)

 
Detalhe do verso de um iPhone 6. 10/04/2016. REUTERS/Kai Pfaffenbach/File Photo      TPX IMAGES OF THE DAY