China investiga mecanismo de buscas Baidu por morte de estudante

segunda-feira, 2 de maio de 2016 16:33 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O órgão regulador de Internet da China informou nesta segunda-feira que enviará uma equipe de investigações ao Baidu, líder em buscas online no país, por conta da morte de um estudante universitário que usou o mecanismo de buscas para procurar tratamento para seu câncer.

Wei Zexi, 21 anos, morreu no mês passado devido a um tipo raro de câncer.

Ele utilizou o Baidu para procurar na Internet o melhor local para tratamento, encontrando um departamento no Segundo Hospital da Corporação de Polícia Armada de Pequim que ofereceu uma recurso terapêutico experimental, que acabou falhando, de acordo com a mídia estatal.

Antes de morrer, Wei havia postado críticas nas redes sociais acusando o Baidu de promover falsas informações médicas, assim como o hospital, por divulgar enganosamente uma alta taxa de sucesso para o tratamento experimental, disse a rádio estatal.

O órgão regulador disse em um breve comunicado que o caso de Wei havia atraído ampla atenção na Internet e que investigaria, em parceria com o Ministério da Saúde e a Administração Estatal para Indústria e Comércio, o Baidu sobre o caso, lidando com a empresa "de acordo com a lei" e divulgando suas descobertas.

"O Baidu se esforça para fornecer uma experiência de buscas segura e confiável para nossos usuários e lançou uma investigação imediata sobre o assunto", disse a empresa em declaração.

(Por Ben Blanchard)